Mais Ótimas Melhorias para o Portal de Gerenciamento da Windows Azure


Ao longo das últimas três semanas nós lançamos uma série de melhorias para o novo Portal de Gerenciamento da Windows Azure. Esses novos recursos incluem:

  • Suporte para Localização em 6 idiomas
  • Suporte para Log de operações executadas
  • Suporte para Métricas de bancos de dados SQL
  • Melhorias para Máquinas Virtuais (permitindo a rápida criação de VMs Windows + Linux)
  • Melhorias para Web Sites (suporte para criação de sites em todas as regiões e publicação de websites a partir de repositórios privados do GitHub / BitBucket)
  • Melhorias para os Serviços da Nuvem (implantação a partir de uma conta de armazenamento (storage account), suporte para configuração de cache dedicado)
  • Melhorias para os Serviços de Mídia (upload, codificação, publicação, transmissão - tudo a partir de dentro do portal)
  • Melhorias de usabilidade para redes virtuais (Virtual Networking)
  • Suporte a CNAME personalizado em contas de armazenamento

Todas essas melhorias estão agora online em produção e disponíveis para serem usadas imediatamente. A seguir estão mais detalhes sobre elas:

Suporte à Localização

O Portal da Windows Azure agora suporta seis idiomas - Inglês, Alemão, Espanhol, Francês, Italiano e Japonês. Você pode facilmente alternar entre os idiomas, clicando na barra do Avatar, no canto superior direito do Portal:

imagem.

Quando você selecionar um idioma diferente, a interface do usuário irá atualizar automaticamente dentro do portal no idioma selecionado:

imagem.

Suporte para Log de Operações

O Portal da Windows Azure agora suporta a capacidade para que os administradores vejam os "logs de operações" dos serviços que eles gerenciam - tornando mais fácil ver exatamente quais foram as operações de gerenciamento que foram realizadas nos serviços. Você pode consultar os logs selecionando a opção "Settings" (Configurações) dentro do Portal e, em seguida, escolhendo a opção "Operation Logs" (Logs de Operação). Esta ação exibirá uma interface para filtragem dos dados, a qual permite consultar as operações por data e hora:

imagem.

Na versão mais recente do portal, mostramos agora os registros de todas as operações realizadas nos Serviços da Nuvem e nas Contas de Armazenamento. Você pode clicar em qualquer operação na lista e clicando no botão "Details" (Detalhes) na barra de comando você pode obter o status detalhado sobre a operação. Isso torna possível recuperar detalhes sobre cada operação de gerenciamento realizada.

Em futuras atualizações você nos verá ampliar a capacidade dos logs de operação para que os mesmos se apliquem a todos os serviços da Windows Azure - o que permitirá grande suporte à auditoria.

Suporte para Métricas de Bancos de Dados SQL

Agora você pode monitorar o número de conexões bem-sucedidas, conexões que falharam e deadlocks em seus bancos de dados SQL usando a nova visão "Dashboard" fornecida em cada recurso de um banco de dados SQL:

imagem.

Além disso, se o banco de dados for adicionado como um "linked resource" (recurso vinculado) em um Web Site ou Serviço da Nuvem, as métricas de monitoramento para o banco de dados SQL vinculado são mostradas juntamente com as métricas do Web Site ou Serviço da Nuvem no painel. Isso ajuda na visualização e no gerenciamento de informações agregadas presentes em ambos os recursos de sua aplicação.

Melhorias para Máquinas Virtuais

O mais recente lançamento do Portal da Windows Azure traz algumas melhorias de usabilidade agradáveis ​​para Máquinas Virtuais:

Experiência Integrada para Rápida Criação de VMs Windows e Linux

Criar uma nova VM Windows ou Linux agora é fácil usando a nova experiência "Quick Create" (Criar Rapidamente) no Portal:

imagem.

Além de modelos de VMs Windows você pode agora selecionar modelos de imagem do Linux na interface do usuário para a criação rápida de VMs:

imagem.

Isto torna incrivelmente fácil criar uma nova Máquina Virtual em apenas alguns segundos.

Melhorias para Web Sites

Antes do lançamento realizado no mês passado, os usuários eram obrigados a escolher uma única região geográfica ao criar seu primeiro site. Depois disso, os web sites subsequentes poderiam apenas ser criados nessa mesma região. Esta restrição foi removida, e agora você pode criar sites em qualquer região em qualquer momento e ter até 10 sites gratuitos em cada região suportada:

imagem.

Uma das novas regiões que nós recentemente abrimos é a região "East Asia" (Leste da Ásia). Isso permite que você tenha sites na América do Norte, Europa e Ásia simultaneamente. 

Suporte para Repositórios Privados do GitHub

Na semana passada, também habilitamos a implantação contínua a partir de repositórios Git privados para Web Sites, os quais estejam hospedados no GitHub ou BitBucket (anteriormente, você só poderia habilitar isso com repositórios públicos). 

Melhorias para a Experiência com Serviços da Nuvem

O mais recente lançamento do Portal da Windows Azure traz algumas melhorias de usabilidade agradáveis ​​para os Serviços da Nuvem:

Implante um Serviço da Nuvem a partir de uma Conta de Armazenamento da Windows Azure

O Portal da Windows Azure agora suporta a implantação de um pacote de aplicação e arquivo de configuração armazenado em um contêiner blob na conta de armazenamento da Windows Azure. A capacidade para fazer o upload de um pacote de aplicação a partir do armazenamento está disponível quando você customiza a criação, ou realiza o upload, ou atualiza a implantação de um serviço da nuvem. Para carregar um pacote de aplicação e sua configuração, crie um Serviço da Nuvem, e em seguida, selecione o botão de upload e escolha fazer o upload a partir de uma conta de armazenamento da Windows Azure:

imagem.

Para fazer o upload de um pacote de aplicação a partir do armazenamento, clique no botão "FROM STORAGE" e selecione o pacote da aplicação e o arquivo de configuração para usar a partir do novo explorador de armazenamento blob disponível no portal.

Configure o Cache da Windows Azure em um serviço da nuvem com cache habilitado

Se você implantou o novo cache dedicado dentro de um role de serviço da nuvem, você também pode agora definir as configurações de cache no portal navegando até a tab de configuração do seu Serviço da Nuvem. A experiência de configuração é semelhante aquela presente no Visual Studio quando você cria um serviço da nuvem e adiciona um role de cache. O portal agora permite que você adicione ou remova caches nomeados e altere as configurações para os caches nomeados - tudo dentro do Portal e sem a necessidade de reimplantar a sua aplicação.

Melhorias para os Serviços de Mídia (Media Services)

Agora você pode fazer o upload, codificar, publicar e reproduzir o conteúdo de vídeo a partir do Portal da Windows Azure. Isto torna incrivelmente fácil começar a usar os Serviços de Mídia da Windows Azure e executar tarefas comuns sem ter que escrever qualquer código.

Basta navegar para o seu serviço de mídia e, em seguida, clicar na tab "Content". Todo o conteúdo de mídia na sua conta do serviço de mídia será listado aqui:

imagem.

Clicando no botão "Upload" no portal agora permite que você faça o upload de um arquivo de mídia diretamente do seu computador:

imagem.

Isso fará com que o arquivo de vídeo que você escolheu no seu sistema de arquivos local seja enviado para a Windows Azure. Após o upload, você pode selecionar o arquivo dentro da aba Conteúdo no Portal e clicar no botão "Encode" para transcodificá-lo em diferentes formatos de stream/transmissão:

imagem.

O portal inclui uma série de formatos preestabelecidos de codificação que você pode usar para facilmente converter o conteúdo da mídia:

imagem.

Depois de selecionar uma codificação e clicar no botão OK, os Serviços de Mídia da Windows Azure começarão um trabalho de codificação que vai acontecer na nuvem (você não precisa configurar um servidor de codificação personalizado). Quando terminar, você pode selecionar o vídeo na tab "Content" e, em seguida, clique em PUBLISH na barra de comando para configurar uma URL de transmissão para o vídeo:

imagem.

Assim que o arquivo de mídia for publicado, você pode apontar aplicações para a URL pública e reproduzir o conteúdo usando os Serviços de Mídia da Windows Azure - não há necessidade de configurar ou rodar seu próprio servidor de streaming. Agora você também pode selecionar o arquivo e clicar no botão "Play" na barra de comando para reproduzi-lo usando a URL de streaming diretamente no Portal:

imagem.

Isto torna incrivelmente fácil experimentar e usar os Serviços de Mídia da Windows Azure testando um fluxo de trabalho de ponta a ponta, sem ter que escrever qualquer código. Depois de testar, você pode naturalmente automatizar o fluxo de trabalho usando um script ou código - o que fornece a você uma plataforma de Mídia na Nuvem incrivelmente poderosa.

Melhorias de Experiência para Redes Virtuais

Ao longo dos últimos meses, recebemos feedback sobre a complexidade da experiência para criar uma Rede Virtual (Virtual Network). Com essas atualizações mais recentes do Portal, nós adicionamos uma experiência de Criação Rápida que torna a experiência de criação muito simples. Tudo o que um administrador deve fazer agora é fornecer um nome VNET, escolher um espaço de endereço e o tamanho do espaço de endereço VNET. Os administradores não mais precisam compreender os meandros do formato CIDR ou seguir um assistente de 4 páginas ou mesmo criar uma VNET / sub-rede. Isso faz com que a criação de redes virtuais seja realmente simples:

imagem.

O portal agora também possui uma tarefa chamada "Register DNS Server" (Registrar um servidor DNS) que torna mais fácil registrar servidores DNS e associá-los a uma rede virtual.

Melhorias de Experiência para Armazenamento

O portal agora permite que você registre nomes de domínio personalizados para as suas Contas de Armazenamento da Windows Azure. Para habilitar isso, selecione um recurso de armazenamento e, em seguida, vá para a tab CONFIGURE em uma conta de armazenamento, e em seguida, clique em MANAGE DOMAIN (Gerenciar Domínio) na barra de comandos:

imagem.

Clicando em "Manage Domain" fará com que uma janela de diálogo apareça, a qual lhe permite registar qualquer CNAME que você queira:

imagem.

Resumo

Os recursos mostrados acima estão agora ao vivo em produção e disponíveis para uso imediato. Se você ainda não tem uma conta da Windows Azure, você pode inscrever-se em um teste gratuito para começar a usar estes recursos hoje mesmo. Visite o O Centro de Desenvolvedores da Windows Azure (em Inglês) para saber mais sobre como criar aplicações para serem usadas na nuvem.

Uma dos outros recursos bem legais que agora está disponível dentro do portal é a nossa nova Loja da Windows Azure (Windows Azure Store) - a qual torna extremamente fácil experimentar e comprar serviços de desenvolvedores de vários parceiros. É uma nova capacidade incrivelmente impressionante - e sobre a qual vou escrever um post em breve.

Espero que ajude,

- Scott

P.S. Além do blog, eu também estou utilizando o Twitter para atualizações rápidas e para compartilhar links. Siga-me em: twitter.com/ScottGu


Texto traduzido do post original por Leniel Macaferi.

No Comments